História
Memória - Testemunho - Futuro

A Direcção da ARM, eleita para o triénio de 2008/2011, num acto de coragem, resolveu recolher todas as fotos mais antigas, anteriores ao ano de 2003, digitalizá-las e publicá-las neste espaço. Foram muitos meses pesquisando e pedindo a toda a família armista que a ajudasse nesta tarefa. E foram muitos os que colaboraram, enviando as fotos que serviram de base ao trabalho feito em vídeo e que nesta página estamos a publicar.

Setembro 3, 2011
*   *   *   *   *   *   *

ARM 1927 a 1994

A história faz-se de pequenos nadas. Junta-se hoje uma pedra, amanhã outra...e assim se constrói um monte. Desta forma nasceu esta reportagem fotográfica, certos de que com a tua ajuda, faremos reviver as nossas vidas passadas nos seminários da SMBN. Pretendeu-se dar uma ordem cronológica, baseados em notas apensas pelos proprietários das fotos. Mas nem por isso deixam de haver erros. Contamos convosco para os corrigir.



Todos tivemos sonhos, todos tivemos desejos de ser missionários. Pois bem, aqui ficam essas lembranças sem nos esquecermos de que, como cristãos, continuamos a ser missionários.

Reviver o Passado - Picar
Cucujães 1968
Cucujães - Jan. 1968 - Tomada de Posse da Nova Direcção da ARM

* * * * * * * * * *

ARM 1994 a 1999



Dos diversos Encontros Anuais (Assembleias Gerais da ARM), foram-nos disponibilizadas poucas fotografias.  Por isso resolvemos publicá-las num só documento ( a não ser que venham a aparecer muitas mais) para ficarem como marco histórico da ARM através dos tempos.
A Direcção da ARM digitalizou tudo o que lhe foi enviado e continua disponível para continuar o trabalho desde que tu, Armista, lhe envies as fotografias que com carinho e saudade guardas nas tuas gavetas de memórias.

Já agora que começaste a ver estas memórias, convidamos-te a fazer uma atenta revisão das datas indicadas em cada grupo. Se algo estiver errado e certamente que há, por favor não hesites em comunicar-nos tais erros para fazermos as respectivas correções. Desta forma a nossa História ficará mais fiel, dignificando o nosso passado.

Arm de 1994 a 1999 - Picar

* * * * * * * * * * *

Encontros Anuais (Assembleias Gerais)

dos anos

2000 - 2001 - 2002

Agradecemos a diversos Armistas o cuidado e a amabilidade em nos ter facultado fotografias dos encontros destes anos que nos permitiram realizar estas reportagens que irão certamente alegrar muitos de vós. Como podemos sempre refazer e aumentar o número de fotos, ficamos à espera das tuas, diferentes das que publicamos, para valorizar estes encontros virtuais.


ARM 2001 - Picar


* * * * * * * * * * * *


Memória - Testemunho - Futuro



Para se associar à celebração das bodas de ouro da SMBN, a ARM publicou, em 2005, o livro “A  ARM nos 75 anos da Sociedade Missionária da Boa NovaMemória - Testemunho - Futuro”.

Como o subtítulo sugere, o livro apresenta, na I Parte, uma breve história (“migalhas”) dos Missionários da Boa Nova e faz, na II Parte, memória circunstanciada de 60 anos de vida da ARM (de 1944 a 2004). A III Parte comporta 124 textos escolhidos de entre os muitos mais publicados pelo Boletim da ARM. São escritos muito variados, da autoria de dezenas e dezenas de armistas, e que dão uma ideia da vitalidade, do dinamismo, dos sonhos e também dos momentos menos bons da ARM. Alguns são de humor e boa disposição, fazendo rir até às lágrimas.

Mas é a IV Parte a mais testemunhal, a mais pessoal, a mais veemente. São 53 confissões assinadas por 53 antigos alunos da Sociedade Missionária, entrados entre 1926 e 1978. Expressam a vivência, às vezes a crítica, mas sobretudo a gratidão pelo que os seus autores viveram nos seminários da SM. Há textos muito belos contando experiências emocionantes e que provocam emoção. Todos exprimem sentida homenagem aos formadores que cada um teve e à SM que os acolheu. Vale a pena lê-los porque eles dizem o que todos sentimos – que ficámos e continuamos marcados por esses anos de vivências fortes e importantes e que estruturaram a nossa personalidade.

O livro termina com um apelo de abertura ao futuro. E a ARM tem continuado com esse dinamismo e vitalidade, desbravando novos caminhos no modo de estar, de ser e de bem-fazer. Na penúltima página escreveu o Autor: “A ARM tem uma história longa e rica, uma história que é motivo de orgulho para todos nós, uma história que nos aponta com clareza o caminho e é promessa de futuro…” E com o hino oficial da ARM podemos cantar desde Maio de 2003: “Armistas para o futuro, / Olhemos largo e em frente”.

Honremos a memória, sim, e continuemos a multiplicar os dinamismos e inventemos sempre novas rotas!

Agosto de 2011

a) João Gamboa


Nota - Como se trata de um livro com 339 páginas o seu "Download" é um pouco demorado.


 
 

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

 
 
 
 
Share